Após incêndio, ONG que abriga cães e gatos de rua pede ajuda de voluntários

A presidente da ONG Abrace – Uma Causa Animal -, Cristiane Angélica, pediu, nesta terça-feira (12), a ajuda de voluntários para ajudar na limpeza e nos cuidados de cães do abrigo. Na tarde desta segunda-feira (11), a área externa do abrigo foi tomada por fogo, danificando parte do terreno. Nenhum animal ficou ferido.
Segundo Angélica, as causas do incêndio são desconhecidas, mas há a hipótese de que uma possível queimada no terreno ao lado da Abrace tenha se alastrado e atingido o abrigo. “É comum queimarem lixo perto do terreno”, armou.
Ainda conforme a presidente da Abrace, “a sorte é que havia uma cuidadora dos animais na hora e ela foi rápida pedindo socorro aos bombeiros e aos voluntários que nos ajudam”.
O fogo danificou a área externa do abrigo e parte da rações. Atualmente, a Abrace cuida de cerca de 150 cães – a capacidade máxima. No momento do incêndio havia 34 cães no Centro de Adoção. “Graças a Deus nós tínhamos apenas 34 cães lá, que são os adultos e saudáveis. Os mais debilitados ficam em lares temporários até se recuperar e estarem
prontos para adoção”, ressaltou a presidente da Abrace.
Angélica disse que o endereço da ONG não pode mais ser divulgado para a segurança dos próprios animais e para que o limite de capacidade do local seja respeitado. “Nós tomamos essa atitude porque as pessoas iam lá para abandonar os seus cães e gatos que, em alguns casos, chegavam mortos.”, conta. “A gente não ultrapassa a capacidade do abrigo para eles [os animais] não passarem por necessidades”, completa.
A presidente da Abrace ressalta a importância de ter mais “braços” para ajudá-los. Para ela, se cada um pudesse doar uma hora do seu tempo ajudando a cuidar, seja dando banho, limpando ou com atividades de recreação já seria “uma ajuda e tanto”.

Voluntariado
Para se tornar um voluntário, a pessoa deve entrar em contato com Abrace e escolher o trabalho que deseja fazer. O voluntário pode fazer o trabalho de divulgação nas redes sociais, ser coordenador de alguns do eventos, realizar atividade de recreação com os cães, fazer o acompanhamento do animal que é adotado, entre outros. Um manual explicando cada função é disponibilizado juntamente com o código de ética da Abrace.
Quem tiver interesse em ser um voluntário, doar ração ou algum material de limpeza, pode entrar em contato com a Abrace pelo WhatsApp (85) 9 8812-8654 ou deixar as doações em algum ponto de apoio da Abrace. Os locais são o Centro Veterinário (Av. Eng. Leal Lima Verde, 847 – Sapiranga) e o Pet Shop Patas e Manhas (Av. Oliveira Paiva, 1495 – Cidade dos Funcionários.

Adoções
A presidente da ONG relatou que, em todos os finais de semanas, são realizados eventos para a adoção do animais da Abrace. Um cadastro tem que ser preenchido para adoção do bichinho de estimação. “A pessoa tem que se cadastrar e concordar em receber nosso acompanhamento, que é a nossa maneira de verificar que está tudo bem”.
Segundo ela, o índice de desistência após a adoção chega a 30% em cada evento. “Por isso que nós fazemos toda uma avaliação antes de permitir a adoção, porque muita gente desiste ou maltrata o animal”, explica.
Os cachorros e gatos adultos são vacinados e castrados. Os filhotes são vermifugados e recebem a vacina proporcional a idade.
As ações para a adoação são divulgadas por meio das redes sociais Abrace.

 

Fonte: DN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *